8 hábitos diários que você nem imagina que podem deixá-lo doente

8 HÁBITOS DIÁRIOS QUE VOCÊ NEM IMAGINA QUE PODEM DEIXÁ-LO DOENTE

Todos os dias, desde quando nos tornamos capazes de nos virar sozinhos, seguimos determinada rotina.
Muitos acordam, vestem uma roupa de se exercitar, colocam guias em seus cães e saem para caminhar.
Outros, antes de saírem para o trabalho, tomam um energético como desjejum.
Assim, cada pessoa realiza, ao longo do dia, uma série de atividades que afetam sua saúde para o bem ou para o mal; e isso é inevitável.

Muitas dessas coisas que fazemos no dia a dia são tão habituais, que não achamos que possam fazer tão mal para nós. Devemos isso não apenas à ignorância, mas também às informações que nos chegam através dos meios de comunicação.

À essa altura, suponho que eu tenha despertado a sua curiosidade. Portanto, a seguir você verá várias atividades diárias que muitos de nós realizamos sem nem sequer imaginarmos o quanto podem ser prejudiciais.

1. O uso indiscriminado de sabonete antibacteriano
Desde que o uso de sabonete antibacteriano se tornou popular, passou a ser normal usá-lo continuamente, com a falsa crença de que ele nos “livra” de todos os tipos de bactérias e germes.
Ocorre que, de fato, ele nos protege de doenças; mas também elimina os microrganismos benéficos que vivem em nossa pele e nos protegem de algumas bactérias.
É muito bom lavar as mãos e limpar com antibacteriano, mas tente não tornar isso uma obsessão. Para isso, use apenas sabão normal e água.

2. Tocar o rosto
Tocar o rosto é tão natural quanto sorrir. O que nenhum de nós poderia imaginar é que isso pode nos deixar doentes.
Tocar nossos olhos, a boca, a testa ou a face pode ser prejudicial. A razão é que, às vezes, vamos ao banheiro e não lavamos as mãos. Ou pegamos dinheiro, tocamos objetos e superfícies que não sabemos se foram higienizados. Assim, carregamos nas mãos uma série de germes que acabam nos deixando doentes.
Doenças como acne, gripe e até mesmo infecções gástricas podem ser causadas pelo hábito de passar a mão o rosto. O bom é que você pode evitá-las lavando as mãos regularmente durante do dia.

3. Tomar água em bebedouros
Eles podem até ser a saída numa emergência; o problema é que não dá para saber quantas pessoas que bebem neles estão, atualmente, com alguma doença contagiosa.
O problema não é a água em si, mas os usuários. Por isso, é recomendável que leve sempre consigo uma garrafa de água potável e fresca para saciar a sede quando precisar.

4. Tomar vitaminas e suplementos que você não precisa ou de forma abusiva
Está “na moda” cuidar do corpo através de rotinas de exercícios, alimentação saudável, práticas esportivas e, até mesmo, consumo de vitaminas ou suplementos. A questão é que os últimos dois podem ser muito prejudicais para você.
A razão para essa preocupação é que a overdose de qualquer tipo de suplemento ou vitamina pode deixá-lo seriamente doente e até mesmo ser fatal. Entenda por quê:

. O excesso de vitamina A pode fazer com que sua pele descame e você perca cabelo.
. O consumo abusivo de vitamina B12 pode causar urticária, perda de apetite e de potássio pelo organismo.
. O excesso de vitamina C pode causar doenças do sistema digestivo.
. O abuso da vitamina E pode causar dor abdominal, náusea e até alterações na coagulação sanguínea.
. O consumo indiscriminado de vitamina D pode causar a calcificação dos tecidos moles, perda de apetite, náusea, fadiga, retardo no crescimento e afetar, a longo prazo, o sistema cardiovascular e renal.

5. Não cuidar a maneira de interagir com os animais de estimação
Amamos os nossos animais de estimação. Procuramos fazer com que tenham a melhor alimentação e cuidados possíveis, não apenas para a sua própria saúde, mas porque convivem conosco.
A questão é que, às vezes, não prestamos atenção e acabamos permitindo que eles nos lambam; e os abraçamos, os alimentamos com nossas mãos que, muitas vezes, estão cobertas daquilo que estamos comendo. Sem contar que, muitas vezes, eles soltam pelos. E se não tomarem banho e não forem levados ao veterinário regularmente – sejam eles cães, gatos ou pássaros – podem liberar uma espécie de caspa que pode provocar alergia e doenças de pele.
No caso dos gatos, sabe-se que você pode contrair toxoplasmose por causa de suas fezes. Os cães podem transmitir infecções como leptospirose e salmonela, através da urina ou das fezes.
Para evitar que isso aconteça, lave bem as mãos, higienize adequadamente os recipientes de alimentos, os brinquedos, as caixas de areia e as camas.

6. Não ir ao dentista com frequência
É recomendado visitar o dentista pelo menos duas vezes ao ano para limpeza e cuidados. Há pessoas que têm medo do dentista (eu sou uma delas), mas é importante, já que a boca é uma porta para a entrada de doenças. Além do mais, diabetes tipo 2 e doenças cardíacas podem originar de doenças da gengiva.

7. Descongelar alimentos em temperatura ambiente
Muitas pessoas costumam tirar a comida do freezer e deixá-la descongelar sobre a pia ou a mesa, seja qual for a temperatura ambiente.
O problema é que muitos alimentos tendem a se decompor rapidamente. No processo de descongelamento das carnes, inclusive de frutas e vegetais cozidos, em temperatura ambiente, as bactérias começam a entrar em ação após 2 horas. O correto é deixá-los descongelar dentro da geladeira ou usar o micro-ondas.

8. Ignorar pequenos cortes ou arranhões
O problema com essas pequenas lesões é que podem ficar infectadas. O processo é simples, basta lavá-las com água e sabão, aplicar um antisséptico e colocar gaze ou band-aid, e você terá uma preocupação a menos.
É importante saber que essas ações podem ser a causa de algumas doenças. Consulte seu médico para maior segurança.

Fonte: Familia.com.br